VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Segunda-feira, 7 de Novembro de 2016

Tradição

Não foi um óptimo resultado, mas foi um resultado bom. Pela forma como foi obtido, por ser em casa de um adversário na luta pelo título, e ainda com as condicionantes provocadas pelas ausências de jogadores-chave na nossa equipa. A história recente diz que normalmente não perder no Porto acaba na conquista do respectivo campeonato. Esperemos que este ano se mantenha a tradição.

 

Depois de termos perdido o Fejsa na última terça-feira, que tem sido uma espécie de fulcro do jogo da nossa equipa, mais más notícias nos dias que antecederam este jogo, quando se confirmou também a ausência do Grimaldo, que tem sido outro dos jogadores em destaque. Mas já tinha escrito anteriormente que nos temos vindo a habituar a não ficar a lamentar ausências, porque quem joga cumpre. As escolhas para substituir estes dois jogadores foram as esperadas, Samaris e Eliseu, e o Benfica entrou em campo com a mesma disposição táctica a que nos habituou. Apesar de uma entrada desinibida, depressa foi o Porto quem tomou conta das operações. Era notória a superioridade na zona do meio campo, onde o trio Danilo-Óliver-Octávio se impunha ao Pizzi e ao Samaris. Ao não contarmos com o Fejsa não só perdemos agressividade naquela zona, mas também perdemos metros na disposição em campo. O Fejsa empurra a equipa mais alguns metros para a frente, devido à sua capacidade para jogar em antecipação, e isso é algo que o Samaris não nos consegue dar. Outro contratempo para o Benfica foi a lesão do Luisão logo nos minutos iniciais, que obrigou à sua substituição pelo Lisandro. A primeira meia hora de jogo foi bastante complicada, com o Porto a ter muito mais posse de bola e a empurrar-nos para junto da nossa área. Nos intervalos entre os pedidos de penáltis (acho que durante o jogo os jogadores do Porto devem ter-se deixado cair pelo menos meia dúzia de vezes dentro da nossa área - a nostalgia criada pela recepção que as claques deles fizeram à nossa equipa deve ter contagiado os jogadores do Porto, que começaram a sonhar com tempos de árbitros bem mandados) o Porto criou três ocasiões flagrantes para marcar, valendo-nos intervenções do Ederson frente ao Corona em duas delas, e noutra a ligeira falta de pontaria do André Silva, que rematou de primeira um pouco ao lado da baliza vazia depois de um mau alívio do Samaris. Por falar na recepção à nossa equipa, confesso que foi com alguma satisfação que vi os nossos jogadores manterem sempre a calma e não se deixarem intimidar minimamente quer pelo público, quer pelos próprios adversários, que por diversas vezes pareciam estar interessados em causar picardias - tendo eu assistido ao vivo a vários jogos entre Porto e Benfica nas antigas Antas que começávamos a perder precisamente por aí, isto é sempre uma agradável mudança. Nos minutos que antecederam o intervalo o Benfica conseguiu finalmente sacudir um pouco a pressão do Porto e respirar com a bola nos pés. Mesmo a acabar, a melhor ocasião para o Benfica, quando num canto o cabeceamento do Lindelöf foi desviado por um adversário para o poste.

 

O Porto colocou-se em vantagem cedo no segundo tempo, quando apenas tinham passado cinco minutos. Depois de uma incursão da direita para o meio o Corona passou a bola para o Diogo Jota, que pressionado pelo Nélson Semedo rematou de um ângulo muito apertado, com a bola a entrar entre o Ederson e o poste. No melhor pano cai a nódoa e neste lance o nosso guarda-redes não ficou bem na fotografia. O Porto continuava melhor no jogo, até que a meia hora do final o nosso treinador trocou o Cervi pelo André Horta, acrescentando mais um elemento ao meio campo. Esta alteração táctica fez bastante diferença, e a partir desse momento o jogo passou a ser muito mais dividido, com a posse de bola a subir a nosso favor. O primeiro grande sinal de perigo que demos neste segundo tempo apareceu dos pés do Samaris, que com um remate de fora da área obrigou o Casillas a uma boa defesa. O Porto respondeu de livre, com o Ederson a somar mais uma boa intervenção, desta vez a remate do Telles. À medida que o tempo ia decorrendo, o Porto foi desaparecendo cada vez mais do ataque, parecendo mais apostado em tentar explorar alguma aberta para contra-atacar, mas a verdade é que depois do referido livre do Telles, que aconteceu aos sessenta e sete minutos, não me recordo de mais nenhum remate do Porto. Não é que o Benfica estivesse propriamente a pressionar muito o Porto ou a criar ocasiões para marcar, mas agora a bola passava claramente mais tempo nos pés dos nossos jogadores, enquanto o Porto se ia remetendo cada vez mais para o seu próprio meio campo. As alterações feitas também revelavam que o principal interesse do Porto era segurar a vantagem, apostando em reforçar o meio campo com as entradas do Rúben Neves e do Herrera, e ainda do Layún, que se foi encostar à esquerda à frente do Telles para ajudar a controlar as constantes subidas do Nélson Semedo. O Benfica respondia com a entrada de mais um avançado, o Jiménez, para o lugar do desinspirado Salvio. As tentativas de remate do Benfica eram quase todas de fora da área e com pouco perigo, mas já em período de descontos, ao minuto noventa e dois, o Herrera cedeu um canto quando tentava chutar a bola contra o Eliseu. Na marcação do mesmo, à maneira curta, a bola seguiu para o André Horta, que fez o centro para o cabeceamento vitorioso do Lisandro. A bola nem saiu com muita força, mas foi muito colocada para o poste oposto, e completamente fora do alcance do Casillas. Estava feito o empate, que nos mantém no topo com a confortável vantagem de cinco pontos. Não posso deixar de assinalar que nestes minutos finais, mesmo com a equipa em desvantagem, o que eu mais ouvia eram os cânticos de incentivo à nossa equipa. Os nossos adeptos foram incansáveis e inexcedíveis no apoio.

 

Sem surpresa para quem tiver visto o jogo, os maiores destaques no Benfica são para jogadores defensivos. A começar pelo Lisandro, que entrou muito bem no jogo, mesmo a frio, e esteve praticamente perfeito, coroando a exibição com o golo. Ao seu lado o Lindelöf também esteve impecável, e acho que não deve ter cometido um erro. Outro jogador cuja exibição me agradou muito foi o Nélson Semedo. Está definitivamente de regresso à sua melhor forma. Também o Ederson merece destaque. É certo que terá tido alguma responsabilidade no golo sofrido, mas teve quase uma mão cheia de intervenções de grande valor que compensam largamente esse lapso.

 

Com quase meia equipa ausente deste jogo conseguimos ir ao terreno do nosso maior adversário arrancar um resultado que se pode revelar importantíssimo. Costumam dizer vários treinadores que em jogos do campeonato se não conseguimos ganhar, é importante pelo menos não perder. E foi isso que conseguimos, um resultado para o campeonato e que faz com que o nosso adversário desta noite esteja neste momento numa situação em que não depende exclusivamente de si próprio para chegar à liderança. E isso é sempre uma vantagem psicológica importante.

tags:
publicado por D`Arcy às 02:25
link do post | comentar
21 comentários:
De Águia Real e Eterna a 7 de Novembro de 2016 às 03:28
Nem sei bem o que dizer. Olha, estou contente com o resultado (empate) que foi o mal menor, pois para mim, só fico mesmo bem é com as VITÓRIAS do meu Benfica. Ao mesmo tempo fiquei triste com a postura do Benfica em campo. Foi uma equipa MUITO MEDROSA. Uma equipa que se deixa encostar muito junto da sua grande área, e mesmo dentro dela, uma equipa que se deixa "COMPRIMIR" tanto, não é uma EQUIPA À BENFICA.

Em conversa com vários amigos - TODOS BENFIQUISTAS - resulta que a ideia geral é que a nossa equipa, o nosso Benfica, não tem MENTALIDADE para jogar e GANHAR no estádio do ladrão. Temos melhores jogadores, temos TUDO DO MELHOR, mas infelizmente também temos uma estrutura fraca, frágil, que vê o campo do ladrão como os nossos antigos navegadores viam o cabo das Tormentas - que depois passou a cabo da boa Esperança - onde todos estão condenados a morrer, e essa MENTALIDADE FRAQUÉRRIMA da estruturazinha do Benfica passa INEVITAVELMENTE para os nossos jogadores.

Recorrendo a uma analogia, não compreendo, e ninguém compreenderá que um ELEFANTE possa olhar para uma hiena, e acobardar-se, pensando que a hiena é maior e mais forte do que ele, ELEFANTE.
È o que se passa há largos anos com o nosso Benfica. Vive neste estado de alma deprimente e triste, que o leva a ter um MEDO ENDÉMICO de jogar contra o porco corrupto, mormente no estádio deles. A substanciar esta minha análise, está a prova dos números que nos mostram que sendo embora o Benfica um Clube bem maior e com mais Títulos e Prestígio a todos os níveis do que o porco, a verdade é que nos jogos directos entre os dois clubes, eles, os andrades corruptos têm, segundo diz a imprensa, mais cinco vitórias a seu favor.

Ora, esta diferença a favor do porco não se deve a eles terem jogadores de melhor qualidade, pois o Benfica, exceptuando alguns ANOS NEGROS na vida do Clube, sempre teve melhores e mais jogadores do que o clubeco do bimbo da bosta.
Esta diferença deve-se sim à tal FALTA DE MENTALIDADE para o Benfica chegar ao campo do ladrão e impor o seu SUPERIOR FUTEBOL e jogar para ganhar SEM ESPINHAS.

E, tenho quase a certeza - infelizmente - que não é, nem NUNCA SERÁ, que essa FRAQUÉRRIMA MENTALIDADE alguma vez se venha a alterar para muito melhor, para uma VERDADEIRA MENTALIDADE À BENFICA, com um presidente tipo L.F. Vieira, que acho uma pessoa muito FRÁGIL E MEDROSA, que não transmite GARRA, FORÇA, CORAGEM, ATITUDE À BENFICA, etc,etc,etc,..
O que se pode esperar e pensar de um indivíduo que é presidente e se mete nos balneários a ver o jogo pela TV?!?! O que é que ele com essa sua atitude MEDROSA transmite aos jogadores?!

É como digo, somos os maiores, somos o MAIOR EXÉRCITO, mas temos um general que não passa de um generalinho medrosinho.

Quanto ao jogo, apenas digo que jogámos com 10 pois Mitroglou só faz tabelas e tabelinhas inócuas, e faz CORPO PRESENTE. O José Gomes mesmo com apenas 17 anos é já MUITO MAIS JOGADOR E MAIS PERIGOSO.
Gosto muito do Nelson Semedo, mas podia ter feito bem melhor no golo que sofremos, pois quase nem mexeu o pé e depois manda as mãos à cabeça.

Ademais tivemos no nosso golo TRÊS MILAGRES:
1º milagre, o canto estupidamente cedido pelo jogador do porco herrera.
2º milagre, o canto marcado curto - ATÉ QUE ENFIM que variaram a marcação deste tipo de lance - , do Pizzi para o André Horta, para este cruzar como mandam as regras para a pequena área adversária com a bola a cair bem fora da acção do g.redes e a proporcionar o bom cabeceamento do nosso Lisandro. BOM GOLO. Golo de que sabe de facto CABECEAR A BOLA SEM SER PARA AS NÚVENS.

3º e último e maior MILAGRE, o facto do ex-super ladrão artur soares dias, agora investido nas funções de apitador, não ter INVENTADO - podia tê-lo feito - uma qualquer falta inexistente no cabeceamento do Lisandro que saltou com adversários junto a ele.

Fartou-se de inventar faltas contra o Benfica, mas no fim, o DIVINO ESPÍRITO SANTO obrigou-o a ser HONESTO. Jogadores do porco a simularem várias vezes penalty e os cartões amarelos a ficarem no bolso. Olha se fossem os do Benfica a simularem...

GRAÇAS A DEUS QUE NÃO PERDEMOS pois com esta estruturazinha e mentalidadezeca de l.f.vieira e seus subordinados, é IMPOSSÍVEL GANHAR no campo do ladrão.
BENFICA sempre, até mesmo depois da morteeeeeeeeee.
De Inês Lima a 7 de Novembro de 2016 às 07:26
E reparou que nem no nosso golo mostraram o nosso público a festejar? Bem, mas deu para ver no meio deles e do seu desespero, uma rapariga Feliz a bater palmas . Sempre Presente
De RyanRed a 7 de Novembro de 2016 às 08:17
O melhor foi mesmo o empate. De resto jogamos mal pra caramba excepto perto do fim. Mas faltava metade da equipa. Temos de ter alternativas que nos valem quando não podemos jogar com o os titulares. Ok ta feito um bom empate. Não podemos jogar para o empate. Ainda falta muito campeonato por isso temos de ter cuidado. Que não nos aconteça o mesmo que há 3 anos. Ninguém ganha nada em Novembro só em Maio. Se der vamos la então tentar o tetra.
De Henrique Teixeira a 7 de Novembro de 2016 às 09:10
Vi o jogo numa Casa do Benfica. Cá fora o frio era intenso mas lá dentro a casa transbordava de calor da gente de alma imensa e coração vermelho e quente.
Quando o Benfica empatou a explosão de alegria foi tal que não faltaram os mais calorosos e fraternais abraços regados com lágrimas de felicidade.
É assim o Benfica.
De antonio fonseca a 7 de Novembro de 2016 às 09:41
Bom dia,

Concordo com o comentário, mas terei que discordar de algo que diz.

No golo do fcp as culpas têm que se repartir por Ederson e Nelson. Se Ederson cobre mal o poste, Nelson dá muitas largas ao jogador dos ladrões.

No geral Nelson não esteve mal, perdendo algumas bolas na tentativa de sair a jogar.

Digo que os 30 minutos iniciais foram dados de mão beijada ao fcp, por manifesta vontade nossa. Ao se entrar em campo com medo de perder decerto que é maior a probabilidade de se perder.

No segundo tempo a disponibilidade foi diferente e viu-se o jogo mais repartido.

Contudo foi um menos bom resultado, que nos deixa com uma margem boa para gerir sobre calimeros e corruptos.

Saudações benfiquistas.
De Anónimo a 7 de Novembro de 2016 às 10:57
que chorrilho de disparates no comentário anterior. não temos mentalidade?

nem o barcelona se tivesse ausências equivalentes às nossas de ontem ficaria incólume. só mesmo lunáticos podem pensar que sem meia equipa chegam ao dragão e mandam no jogo. acreditam em fadas, e que as camisolas jogam sozinhas.
De Manuel Afonso a 7 de Novembro de 2016 às 11:33
Relato fantástico do que foi o jogo, caro D'Arcy.
E bem haja, que estava a ficar farto de Benfiquistas papagaios que parecem ter vergonha de empatar no Dragão. Só lhes falta pedir desculpas e despedir esse jogador desmancha prazeres que nos salvou de uma derrota merecida, um tal de Estrelinha. Mas que gente tão estúpida.

Bons papagaios Benfiquistas têm a arte de papaguear mesmo as maiores imbecilidades ditas por jornaleiros e espertos da bola nos seus momentos de maior azia.
Tivemos medo? Ai sim? Vamos ao Dragão mantendo o nosso esquema táctico de 4-4-2, vamos ao Dragão jogar declaradamente com dois avançados, e isto apesar de todas as contrariedades por que estamos a passar, e ainda assim há Benfiquistas que dizem que tivemos medo?

Não pá!!! Nós não tivemos medo nenhum. Vocês é que são PA-PA-GAI-OS!!!

A agora vou descansar. Passei a noite toda a entregar lenços de papel e comprimidos para a azia na SIC e na TVI, e não me apetece agora andar a entregar pastilhas para a garganta a papagaios repetidores, que repetem, repetem, repetem, repetem...
De Ogamaras a 7 de Novembro de 2016 às 12:33
Estava a ver se me continha, mas não resisto.
Ó Águia não sei quantas, o que vale é que já ninguém te liga cartuxo.
Tenho dito, e VIVA O BENFICA
De ÁGUIA GENIAL a 7 de Novembro de 2016 às 14:03
O RESULTADO ACABA POR NOS SER FAVORÁVEL, MAS É PRECISO JOGAR MAIS E MELHOR E SE TEMOS ABORDADO O JOGO COM OUTRA ESTRATÉGIA, NÃO TENHO DÚVIDAS QUE (E APESAR DE ESTARMOS MUITO DESFALCADOS) TÍNHAMOS GANHO O JOGO.
AGORA É APROVEITAR BEM ESTA PARAGEM E DEPOIS GANHAR OS JOGOS TODOS.

FORÇA BENFICA!
De Águia Real e Eterna a 7 de Novembro de 2016 às 15:44
Oh " ogamaras" eu não venho aqui para me ligarem ou deixarem de ligar, pois não preciso disso para nada. O que aqui me faz aparecer, é o meu INULTRAPASSÁVEL BENFIQUISMO. O que eu não vivo é de ILUSÕES E DE RESULTADOS FELIZES, mesmo que JUSTOS, mas que acontecem apenas por circunstâncias felizes. Foi o que aconteceu ontem no campo do ladrão. Infelizmente vejo que a maioria dos Benfiquistas se sente feliz por ganhar assim um poninho na casa do porco corrupto. Por essa MENTALIDADE E POSTURA é que já lá perdemos um Campeonato ao minuto 93 ( golo de kelvin) e já lá levamos cinco a zero COM ESSE escarro DE TREINADORZECO J-.JUDAS QUE EU SEMRPE critiquei, DIZENDO QUE ELE ERA UM FALSO COMPETENTE, e que por isso foi aqui atacado por muitos IMBERBES DA BOLA.

Por mais que se ESGANICEM CONTRA MIM, o meu BENFIQUISMO PURO impede-me de VARRER O LIXO PARA DEBAIXO DO TAPETE, POIS para mim a verdade está acima de tudo. eu venho aqui dar a minha opinião quee a forma sincera como eu vejo o jogo e as circunstâncias do mesmo, não venho aqui fazer JUÍZOS DE VALOR da opinião dos outros Benfiquistas. Se concordo, posso até relevá-las e subscrevê-las. Se não concordo posso argumentar cosntrutivamente uma ideia contrária, mas devo dizer que aceito que penwem de maneira diferente da minha. Afinal somos todos diferentes e cada um vê as coisas conforme a sensibilidade que tem.

Aqueles milhares de BENFIQUISTAS que estiveram no campo do ladrão, merecem que os seus Atletas por quem eles sofrem e que representam o Glorioso Benfica, merece mais, muito mais, muitíssimo mais ATITUDE, FORÇA, GARRA, B E N F I Q U I S M O , etc,etc,etc, por parte de todos, mas de TODOS OS PROFISSIONAIS DO BENFICA.

Ganhámos um ponto - para mim considero que PERDEMOS DOIS - MAS PARA A GENERALIDADE DA IMPRENSA de todas as áreas, e adeptos de clubes terceiros, o Benfica jogou como uma equipa pequena que foi bafejada pela sorte.

Só queria que me dissessem e provassem onde está no meu comentário anterior, alguma afirmação que não corresponda à verdade.

Alguém me explique porque é que o BENFICA quando joga no ladrão se encolhe tanto, tem medo de disputar as bolas, dá demasiado espaço aos jogadores do porco, etc,etc,etc,.... se é de facto um Clube Maior, Melhor, com mais e melhores jogadores, com maiores e melhores instalações desportivas, treino, etc,etc,etc,.

Para mim o Benfica tem os Melhores Adeptos de Portugal, quiçá do Mundo. Adeptos que vão a qualquer lado, são insultados e mal recebidos, não têm ninguém que os protejam e mesmo assim resistem a tudo apenas e só por Inigualável AMOR AO BENFICA. O que não têm é um Presidente e uma Direcção com a mesma ATITUDE, GARRA, FORÇA, DETERMINAÇÃO, CORAGEM, e B E N F I Q U I S M O, capaz de transmitir aos nossos jogadores a tal MENTALIDADE PARA JOGAR PARA GANHAR no campo do ladrão.

Claro que em termos objectivos, empatar naquele antro/pocilga pode ser considerado positivo. O que não é "positivo" é a forma como o Benfica se dispõe a jogar lá, dando a ideia que tem medo do porco corrupto.
é apenas isso que eu critico e é contra isso que eu luto.
Todos os Benfiquistas com quem eu privo pessoalmente - e são muitos e de muitos lados - pensam tal como eu. Infelizmente há também muitos outros que ficam contentes por verem o Benfica jogar quase sempre encostado à sua área a ser quase inofensivo no ataque, com as duas melhores situações de golo a nosso favor a serem protagonizadas pelos nosso dosi defess centrais, Lindelof num cabeceamento ao poste na sequência de um canto, e Lisandro Lopes que marcou num cabeceamento em jogada iniciado também num pontapé de canto. Acham que isto chega para um clube como o Benfica, que é o Maior e Melhor do País?!?!

Não quero que ninguém - NINGUÉM MESMO me ligue, não preciso disso, quero é ver o MEU QUERIDO BENFICA TETRA-CAMPEÃO NACIONAL, depois PENTA-CAMPEÃO NACIONAL, and so on, and so on, and so on.....

BENFICA BENFICA BENFICVAAAAAAAAAAAAAAA Semrpeeeeeeeeeeeeee até mesmo depois da MORTEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE DA MORTEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE

P.S. António Fonseca, SUBSCREVO NA ÍNTEGRA o seu comentário.

BENFICA BENFICA BENFICA nome SAGRADO E AMADO.

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Desnecessário

Desilusão

Estrelinha

Paciência

Incontestável

Difícil

Serenata

Crença

Evidente

Talento

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds