VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Segunda-feira, 16 de Maio de 2016

(Tri)nta e Cinco

Ponto final na Liga, somos tricampeões como todos desejávamos e se calhar muito poucos acreditávamos na altura em que se deu o pontapé de saída para esta competição.

 

 

Sobre o jogo de hoje, pouco vou escrever. A qualidade do futebol jogado pouco importa, o que interessava mesmo era o resultado e as consequências dele. Ganhámos com toda a naturalidade, fizemos um jogo pouco exuberante mas tranquilo, a nossa superioridade foi sempre evidente e nunca deu sequer para ficarmos preocupados com a possibilidade do campeonato nos fugir por entre os dedos. Dois golos em cada metade, na primeira pelo Gaitán e pelo Jonas, e na segunda novamente pelo Gaitán e com o Pizzi a fechar com o golo mais bonito da tarde. Em período de descontos o Nacional conseguiu o seu golo de honra. Menção ainda para a oportunidade dada ao Paulo Lopes de se sagrar campeão nacional, compensando em parte a dor que tinha sentido no jogo final da época passada. E assim conquistámos o nosso sexto tricampeonato - o primeiro de que tenho memória, já que no anterior tinha apenas quatro anos (de qualquer maneira, seguramente já seria benfiquista). O jogador em maior destaque foi o Gaitán, que marcou dois golos e fez o passe para mais um, sendo bem acompanhado pelo Jonas. No final elegeram o público que lotou a Luz como homem do jogo, mas infelizmente ainda estou à espera do meu relógio Sector.

 

Esta foi uma vitória do Benfica como um todo, da união que nos guiou a todos até ao objectivo final. Mas é, e muito, uma vitória do treinador Rui Vitória. Porque não teve apenas que construir uma equipa para conquistar vitórias dentro do campo. Antes disso teve que vencer uma batalha muito mais difícil, que foi conquistar-nos a nós, adeptos, e consequentemente ao Benfica. Foi preciso vencer a desconfiança com que a grande maioria de nós o recebeu. Conseguiu-o com trabalho, com crença nas suas capacidades, e com uma postura quase sempre louvável. E essa foi a sua primeira grande vitória. A partir desse momento, o trabalho que se seguiu ficou mais facilitado. Por algum motivo o lema para esta época sempre foi, desde o seu início, 'Juntos'. Porque sempre que estamos assim somos quase imparáveis. Este campeonato é, também, uma vitória do presidente Luis Filipe Vieira. Goste-se ou não dele, ele manteve uma fé inabalável nas suas convicções. A escolha do Rui Vitória foi uma aposta pessoal dele, tal como o foi a 'mudança de paradigma' do nosso futebol, algo que só muito dificilmente poderia ter sido conseguido com a manutenção da anterior equipa técnica, não querendo colocar de forma alguma em causa a sua competência - a oposição que tivemos até ao último jogo por parte de um adversário que tradicionalmente 'nem conta para o totobola', como se costuma dizer, é prova evidente dela. Foi uma aposta de grande risco mudar algo que tinha tido sucesso recentemente, mas a aposta compensou. E provou que, ao contrário daquilo que muitos acreditavam ou queriam mesmo que fosse verdade, a 'estrutura' existe mesmo, e não começava e acabava no anterior treinador. E já agora, nesta que foi a quarta época do mandato da actual direcção, um pequeno balanço: alguém ainda se lembra do que foi dito há quatro anos atrás, quando foi anunciado o objectivo 3+1+50? Ainda há quem continue a contar?

Somos campeões com todo o mérito, apesar da cacofonia patética daqueles que insistem em falar de 'injustiça' enquanto se auto-atribuem o título de melhor equipa. É estranho que a 'melhor equipa' não tenha conseguido conquistar o título contra uma equipa que durante a época enfrentou lesões complicadas e prolongadas em muitas das suas principais figuras, e que por isso foi obrigada a recorrer a jogadores da equipa B como o Ederson, o Nélson Semedo, o Lindelöf, o Gonçalo Guedes, o Nuno Santos, o Clésio, o Victor Andrade ou o Renato Sanches, tendo alguns desses jogadores acabado por se afirmar como figuras na conquista do título. Parece-me que quem consegue não abanar e perder consistência mesmo com estas constantes contrariedades é que representa bastante bem o conceito de 'equipa'. É estranho que uma equipa que não é a melhor tenha acabado a época com o record de pontos conquistados num campeonato, com mais vitórias, com a melhor diferença de golos, fruto do melhor ataque, com o melhor marcador do campeonato, que foi também o melhor jogador, e ainda com o jogador revelação, alvo da mais vergonhosa e rasteira campanha de ataques que alguma vez aconteceu no futebol português. E como se isso não bastasse, ainda fomos conquistar o primeiro lugar, para não mais o largar, a casa da 'melhor equipa', bem nas barbas dos ordinários que constantemente nos atacaram de forma vil. 'Melhor equipa'? Pois, em títulos auto-atribuídos acredita quem os auto-atribui e mais ninguém. Tem tanto crédito como o de 'maior potência desportiva' - já agora, apesar de não estarmos constantemente a repetir uma mentira desse calibre a ver se acreditam, hoje até juntámos mais um título europeu de hóquei em patins à nossa colecção (e ontem, mais um campeonato nacional) porque o Benfica é mais, muito mais do que só futebol. Somos enormes em tudo. E por falar em ataques, a gratidão cai sempre bem e por isso agradeço também a quota-parte de responsabilidade deste título ao quarteto fantástico: Mitómano, Carinhas, Pirata e Gollum (houve outros personagens menores que contribuíram, mas estes quatro foram as principais figuras). Os ataques incessantes, os desrespeitos, as faltas de educação, só nos uniram ainda mais. A estratégia pacóvia da guerrilha sem qualquer nível falhou a toda a prova. Cada atoarda debitada na televisão, no Facebook ou nos jornais, uniu mais o plantel e os adeptos, motivou mais a equipa e deu-nos mais ânimo para derrotar aquela pandilha, sendo o exemplo perfeito o 'clique' que ocorreu depois daquela vergonhosa falta de respeito que o Carinhas teve pelo Rui Vitória. Por isso continuem por essa via, que nós agradecemos. Continuem a rastejar pela lama e a motivar-nos, que só os acompanha quem quer. E nós dispensamos companhias rastejantes - a águia voa sempre mais alto.

 

Somos campeões porque trabalhámos mais, porque acreditámos mais, porque quando as coisas nos começaram a correr bem a soberba nunca fez parte do nosso trabalho do dia-a-dia. E acima de tudo, somos campeões porque em Agosto, quando soou o apito inicial deste campeonato, o Bicampeão Nacional era o Sport Lisboa e Benfica e não um cérebro qualquer. E isto serve de lição para mim, que nessa altura também andava meio esquecido disso.

tags:
publicado por D`Arcy às 01:01
link do post | comentar
27 comentários:
De António Madeira a 16 de Maio de 2016 às 03:07
Saudações benfiquistas.

Hoje, como todos os benfiquistas espalhados por todo o mundo, sou um homem feliz.
Feliz por pertencer a este clube, feliz por sentir este orgulho, feliz por ter testemunhado um dia que ficará na história do Benfica.
Além da vitória espetacular no hóquei patinado, vi o meu primeiro tricampeonato no futebol, mas, e sobretudo, o renascer de um clube que o meu pai me ensinou a amar e que mostrou hoje ao mundo a sua grandeza. Hoje, mais do que o resultado, viveu-se um dia de benfiquismo que tão cedo nenhum de nós esquecerá, com uma festa bonita, com altivez, respeito, amizade, orgulho, paixão, responsabilidade e seriedade.
Estou muito feliz.

Fui dos que em dezembro hesitei no meu apoio à equipa, mas quero deixar o meu abraço ao Filipe Vieira e ao Rui Vitória. O primeiro por ter acreditado no segundo, e o segundo por nos ter conquistado (como disse, e bem, o D'arcy) e nos ter devolvido o orgulho de ter um treinador à altura dos valores e dos pergaminhos do nosso clube. Estes foram sem dúvida os grandes obreiros, mas claro que nenhuma equipa ganha sem grandes jogadores. E temos grandes jogadores. Não são galáticos, mas são bons jogadores em todas as posições do terreno, um misto de experiência, juventude, irreverência, força, magia e labor.
Todos eles merecem o meu aplauso e o meu obrigado.

Para terminar, quero deixar uma palavra ao Manuel Afonso.
Não esqueço que, muito antes de o Rui Vitória chegar à Luz, ele foi o único que vi na blogosfera a defender e a justificar a sua escolha no homem que hoje deu uma conferência de imprensa que gravei e que guardarei para a posteridade.
Aplaudo também a sua coerência, a sua visão e a forma como defendeu a sua posição quando o mais fácil era deitar a baixo e criticar por criticar.

Estou feliz.

Viva o Benfica!
De pge a 16 de Maio de 2016 às 04:13
é uma vitória brutal DÁrcy, uma recuperação histórica. Uma epopeia bem resumida por ti, como sempre .Abraço.
De peter ar a 16 de Maio de 2016 às 06:53
Fabuloso post! Disseste tudo. Parabénse oobrigado, tricampeão!
De Redpower a 16 de Maio de 2016 às 08:07
Para começar deixem-me só dizer que eu era mais um dos cépticos que não viu com grande esperança a mudança de um treinador bi-campeáo para o Rui Vitória. Depois, deixem-me dizer que não sofro de amnésia e lembro-me de muitos momentos de grande felicidade que os benfiquistas viveram com o Rei Sol no seu comando, como por exemplo duas finais europeias que, apesar de perdidas foram um marco muito importante para nós. Lembro-me também de humilhações... Posto isto, o asqueroso do carinhas (como lhe chama o D'Arcy) de quem eu tanto gostei no passado, conseguiu numa época desvalorizar tudo aquilo que conquistou no Benfica e colocar a nação benfiquista toda contra ele. Não só por se ter mudado para um dos maiores rivais (isso será o menos importante), mas pela atitude asquerosa que manteve durante toda a época, culminando com as declarações de ontem no final do jogo. Mas alguém reage assim ao saber que vai receber o prémio de treinador do ano? Diz o asqueroso: "É normal, quem queriam que ganhasse? Eu crio, os outros copiam" Mais nojento que isto não deve haver, e este tipo de quem eu em tempos gostei porque nos dava títulos e nos punha a jogar um bom futebol, perdeu todo o respeito que qualquer benfiquista ainda pudesse ter por ele, pelos seis anos que passou na nossa casa.

Posto isto falemos de quem merece ser mencionado. Hoje digo que o Rui Vitória merece o elogio e respeito de todos e cada benfiquista. Foi sereno na resposta aos ataques semanais, soube transmitir essa serenidade à equipa e concentrar-se no principal que era ganhar. A utilização de jovens com sucesso aconteceu como eu não tenho memória no Benfica, sendo por aí que passa o futuro num futebol cada vez mais desequilibrado entre ricos e pobres. Elevou o Benfica a um patamar na Liga dos Campeões que deve ser nosso por natureza, quando outros (que se dizem os melhores) não o conseguiram em 6 anos. Lutou contra ataques dos media, adversários, e próprios benfiquistas desconfiados mantendo uma postura exemplar. Por tudo isto digo que o Rui vitória foi, para mim, o grande obreiro deste título.

Obrigado Rui Vitória e a toda a equipa por mais esta grande alegria!

Sexta-feira só espero a mesma garra e determinação de sempre e que o título da Taça da Liga vá para nossa casa. Porque no Benfica só há uma escolha: GANHAR!

OBRIGADO MEU BENFICA!
De antonio fonseca a 16 de Maio de 2016 às 08:45
Bom dia,

Terminou em beleza este campeonato, e também em beleza este comentário do DÀrcy.

Estamos de parabéns e eu em particular tenho que agradecer esta prenda de anos que o meu clube me ofereceu.

Contra tudo e todos aqui está a resposta. Esta vitória é para todos os benfiquistas, e só foi possível pela união posta por todos, desde a direcção, equipa tecncnica e jogadores, que apoiados numa massa adepta incrível , tudo fez para levar ao "colinho" a nossa equipa.

Agora no dealbar da competição é ver os lagartoides clamar que eles eram a melhor equipa.

Ao longo da época foi um constante ataque a tudo o que é BENFICA, a começar pelo grunho badocas , passando pelo cérebro (que no dito só tem merda ), pelo anão de palmela e culminando no lambe botas inacio.

Eles foram os grandes hipócritas que despejaram o fel e que iam minando a sociedade portuguesa com os comentários mais ordinários e abjectos que há memoria.

Ontem os benfiquistas deram uma respostas a esses vermes. Adorei em particular a resposta do nosso treinador sobre o cérebro de alvalixo . Esse mal formado teve a resposta que merece e foi considerado pela nonagésima vez no seu entendimento. Foi uma resposta a quem tanto o desqualificou.

A todos eles e aos antibenfiquistas que por aqui postam vai a minha gargalhada de desprezo AH AH AH AH, e aconselho para que oiçam aquela canção "bailando"....

Saudações benfiquistas.
De Ricardo Fernandes a 16 de Maio de 2016 às 10:13
Eu deixei de acreditar depois daquele 0-3 em casa! Muito malhei em Rui Vitoria e na direção, ontem pensava para mim, nem mereço festejar tamanho feito, engoli o maior sapo de toda a minha vida. Foi contra tudo e contra todos. Aqui peço as minhas desculpas, aprendi uma grande lição. Obrigado Rui Vitoria, Obrigado Benfica
De Henrique Teixeira a 16 de Maio de 2016 às 11:00
Benfica tricampeão. Estou a viver uma felicidade imensa.
Parabéns a todos os jogadores campeões que constituíram o plantel que durante os primeiros meses do campeonato a comunicação social dizia ser o mais fraco dos três grandes.
Parabéns a Luís Filipe Vieira pelo excelente trabalho que tem realizado, estando a dar títulos ao clube nos últimos anos em quase todas as modalidades depois de nos primeiros anos o ter tirado do pântano onde outros o deixaram.
Parabéns a Rui Vitória pela sua competência, honestidade, educação e humildade. Não conheço nenhum Benfiquista que tivesse gostado de ter sido ele o eleito do presidente. Teve que lutar contra muitas adversidades e tudo venceu. Foi um verdadeiro herói.
Parabéns aos inúmeros adeptos que, percorrendo o país de lés a lés, pintaram quase todos os estádios de vermelho.
Agora algumas curiosidades:
A página de facebook de Bruno de Carvalho desapareceu: pois pois, o último a rir é o que ri melhor.
Manuel Serrão disse reiteradamente que o Benfica não era candidato ao título: Espero que logo à noite Pedro Guerra lhe recorde essas palavras e o humilhe.
O Porto queixou-se muito das arbitragens: Mas todos nos lembrámos de Pinto da Costa dizer que só os burros falavam das arbitragens e que vozes de burro não chegavam à UEFA, quando L. F. Vieira ameaçou queixar-se de Pedro Proença.
O Sporting também se fartou de queixar: Mas quando beneficiaram de pontos, com erros grosseiros dos árbitros, ou ficaram calados ou defenderam-se de forma ridícula.
Mas afinal quem coloca os seus homens de confiança nos lugares mais importantes?
Fernando Gomes, presidente da federação é portista e até fez parte da SAD desse clube; Vítor Pereira, da arbitragem é sportinguista; Herculano Lima, da disciplina, é portista; Pedro Proença, presidente da liga, foi o árbitro que mais prejudicou o Benfica ao longo da sua carreira; Luís Duque, presidente anterior da liga, é sportinguista, tendo sido presidente da SAD, mas mesmo assim esse clube e o Porto afastaram-no porque o atual lhes merece ainda mais confiança.
E muito mais haveria a dizer mas por agora basta, pois quanto mais extenso fosse o meu texto certamente menos pessoas o liam.
Os meus agradecimentos com parabéns ao Gonçalo(DÁrcy) por nos permitir explanar aqui as nossas ideias, pela competência e honestidade dos seus escritos, pelo tempo que dedica ao Benfica e pela paciência que tem com alguns que aqui escrevem.
De RyanRed a 16 de Maio de 2016 às 11:15
Primeiro, parabéns a equipa do Benfica. São os que merecem o titulo porque foram eles que andaram a correr o tempo todo.
Segundo, tiro o chapéu ao Rui Vitoria que se fosse eu tinha-o despedido quando estávamos a 8 pontos do adversário Nunca imaginei que conseguíssemos uma cavalgada épica Por outro lado enquanto não acreditava que pegar em alguns "inexperientes" não iria levar a grande coisa ele mostrou que com paciência seria possível O JJ queria jogadores feitos e com eles fez coisas grandes mas o RV "fez das tripas coração " e o resto deu num final dos mais apetitosos que ja vivi como adepto do Benfica. Sem experiencia internacional fazer o que fez na Champions league e conseguir dar a volta acho que é de louvar.
Terceiro, Vieira porque teve de provar a ele e a outros que afinal tinha razao em apostar num "desconhecido".
Quarto, todos os que mesmo passando a equipa por dificuldades mostraram apoio jogo a jogo.
Viva o Benfica. Somos todos campeões
De Anónimo a 16 de Maio de 2016 às 11:22
Grande Rui Vitória!
Grande equipa técnica!
Grandes atletas!
Grande estrutura!
Grande presidente!
Obrigado a todos pela alegria que me deram.

Duas palavras para aqueles que no início da época (aqueles que em todos os inícios de época, afinal) disseram/dizem cobras e lagartos do presidente, da estrutura (que existe mesmo, ou ainda há dúvidas?), das estratégias, do treinador, dos atletas...
Este campeonato foi fruto da união (a partir do momento em que ela aconteceu). Somos muitos. E se nos unirmos, estaremos mais perto do sucesso e das alegrias, porque muito dificilmente nos vencerão.
Os benfiquistas que ainda não são sócios (e que tenham possibilidades económicas para sê-lo, atenção!) estão à espera de quê? Se formos ainda mais, teremos possibilidades para termos plantéis mais competitivos e para mantermos mais tempo as joias da nossa formação, no sentido de não darmos hipóteses aos rivais internos e de nos afirmarmos na Europa.
De Manuel Afonso a 16 de Maio de 2016 às 12:15
Caríssimo D'Arcy, hoje que não te cingiste à análise do jogo, deixaste pouco para dizer. Bastaria cumprimentar-te e subscrever as tuas palavras, de tão pouco que tenho a acrescentar.

Por um acaso, também eu tinha 4 anos da última vez que fomos tricampeões. Lembro-me como se fosse hoje.
Estou a brincar. Não me lembro de peva, logo esta é a primeira vez que me sinto tricampeão.
E não tenho dúvidas, este campeonato só por si vale mais para mim que todos os tricampeonatos do mundo.
Não diria que simboliza a vitória do bem sobre o mal, seria demasiado prosaico, mas este campeonato simboliza a vitória do bem sobre o mal. E afinal sempre o disse.

Caro António Madeira, não posso deixar te agradecer o comentário, e de te gabar a memória.
Não sei se este seria o tempo de ser magnânimo e de dizer que agora isso não interessa. Na verdade sei. Sei é definitivamente não é. Ou melhor, aquilo que eu disse ou deixei de dizer é absolutamente irrelevante, mas esta não é de todo a altura de esquecer o que outros disseram.
Isto porque homens a sério, como o D'Arcy, por bem pouco vêm aqui fazer o mea culpa.
Mas há por aí muitos espertos que se escondem atrás do direito à opinião para para não assumir o que deveriam ser as consequências do que andaram a dizer e a escrever.
-Porque dizer que o Benfica não tem estrutura não é uma opinião. É uma ofensa. Uma ofensa gratuita a centenas de pessoas que trabalham incessantemente e com enorme qualidade para nos dar alegrias, seja no futebol seja nas modalidades.
-Porque dizer que o Rui Vitória é um chouriço, um professor de ginástica, um não treinador, tudo isto antes sequer de ter tempo para aquecer o lugar, não é uma opinião. É uma ofensa. Uma ofensa gratuita a um enorme profissional que não merecia o que lhe fizeram.

E por isto estes espertos, a começar por um tal de S.L.B. que aqui escreveu um dos mais execráveis textos a atacar o Benfica quando estávamos em baixo, e a acabar em notáveis como o Ricardo Araújo Pereira, que devido à exposição mediática tem mais responsabilidades do que qualquer um de nós, que se referia à nossa estrutura como "estrutura", desenhando aspas no ar com os dedos, enquanto dissertava sobre um erro histórico que nos faria estar sem ganhar por décadas, têm que saber uma coisa.

Este título é de todos os Benfiquistas. Mas vocês não o mereceram.
Este título é de todos os Benfiquistas. Foi foi conquistado apesar de vós, não com a vossa ajuda.
E agora que durmam bem.


Para quem não tinha nada para dizer, isto já vai longo. Ainda assim quatro notas finais.

-Os meus agradecimentos a esse blog de referência de todos os dragartos, o NGB. Lá o contador de títulos permitiu-nos saber que o LFV cumpriu todos os objectivos desportivos deste mandato 164 dias antes do final do prazo.

-Porque as mentiras repetidas muitas vezes não se transformam em verdades, como foi provado esta época, convêm desmistificar desde já.
O Rui Vitória não esteve prestes a ser despedido coisa nenhuma. Nem depois das derrotas com o sportem, nem se não ganhássemos em Braga, nem em altura nenhuma.
Isto porque quem decide no Benfica não são os adeptos, nem os sócios, nem os comentadeiros, nem os jornaleiros. Quem decide no clube é o Luís Filipe Vieira, e ponto final.

-Parabéns especiais à secção de hoquei e ás modalidades em geral. Segundo título europeu da modalidade e terceiro título europeu no conjunto das modalidades nesta década. Fantástico.

-Parabéns a Rui Vitória. Fez um trabalho fantástico na mais difícil das conjecturas.
Mas tal como Jesus não era, o Rui também não é a estrutura. E os títulos que me importam são do clube.
Por isto e por tudo, muito obrigado presidente Luís Filipe Vieira.
Recordar-me do que era este clube há 15 anos atrás, de tudo o que foi feito para se chegar aqui, e constatar o que é o Benfica nos dias de hoje, faz-me ter uma dívida de gratidão que é eterna.
Que tenha saúde por muitos e bons anos.

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Normalidade

Selado

Horrível

Sem comentários

Cruel

Competente

Batalha

Masoquismo

Péssimo

Fácil

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds