VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Sábado, 2 de Dezembro de 2017

Vivos

Num jogo que foi uma guerra táctica entre duas equipas que na maior parte do tempo se conseguiram anular entre si, o Benfica saiu do Dragão com um empate a zero que mantém as nossas aspirações perfeitamente intactas.

 

 

Não mudou nada o Benfica do jogo contra o Setúbal para o jogo contra o Porto. O que é sempre uma boa indicação. Entrámos no jogo praticamente a criar uma boa ocasião de golo, pelo Jonas no seguimento de um canto, o que foi mais uma boa indicação e terá certamente dado confiança à equipa. Mas depressa se percebeu que as duas equipas, a jogar em esquemas tácticos semelhantes, encaixaram perfeitamente uma na outra, e daí resultou um jogo extremamente disputado na zona do meio campo. Nenhuma das equipas conseguia manter a posse da bola por períodos prolongados, e as jogadas eram depressa interrompidas ou por perdas de bola, ou por faltas. Não havia tempo ou espaço para pensar ou jogar muito, nem para explorar contra-ataques - o Porto é uma equipa bastante agressiva na fase de recuperação da bola, e o Benfica hoje, com o meio campo mais povoado e a equipa a jogar de forma solidária e a ocupar bem os espaços, conseguiu bater-se nesse aspecto praticamente de igual para igual. Obviamente que isto significou um jogo quase sempre disputado longe das balizas e com poucas ocasiões de perigo - o primeiro remate do Porto, por exemplo, surgiu aos vinte e cinco minutos de jogo (e foi completamente disparatado). O cenário apontava claramente para um nulo no marcador, e parecia que apenas algum lance fortuito poderia fazê-lo mudar, pelo que o resultado em branco ao intervalo era perfeitamente ajustado.

 

As equipas vieram para a segunda parte a jogar praticamente como tinham acabado a primeira, mas o nulo era um resultado que obviamente interessaria menos ao Porto. Por isso foi com alguma naturalidade que à medida que os minutos foram decorrendo, e sobretudo a partir do meio desta segunda parte, o Porto se tenha adiantado mais no terreno e o jogo passou a ser disputado mais no nosso meio campo. O nosso treinador terá reparado nisso e refrescou o centro, com a troca do Pizzi pelo Samaris e a consequente inversão do triângulo teórico que era desenhado no nosso meio campo. Mas na minha opinião, apesar do Porto ter passado a rondar mais as zonas próximas da nossa área, não eram muitas as ocasiões de grande perigo, pelo que me senti quase sempre tranquilo - a situação de maior perigo surgiu no seguimento de um pontapé de canto, em que a bola foi cortada para a entrada da área e o Felipe rematou de primeira ao lado. Apenas me incomodava o progressivo desaparecer do Benfica no ataque, onde o Jonas e o Salvio praticamente deixaram de existir. A parte pior de suportar foi mesmo quando, no espaço de dois minutos, o Zivkovic viu dois amarelos e acabou expulso, poucos minutos depois de ter entrado para o lugar do Cervi. Não vou questionar a justeza dos dois amarelos, mas depois de ter visto o Felipe ceifar por trás o Jonas pela raiz e ser simplesmente avisado, lamento a diferença no critério disciplinar aplicado. O que é certo é que ainda faltavam oito minutos para o final (mais os descontos) e o Porto, que já estava por cima no jogo, certamente quereria tirar partido da superioridade numérica. Até foi o Benfica quem, imediatamente a seguir, teve um ocasião flagrante para marcar, quando um ressalto de bola deixou o Krovinovic isolado na área, descaído sobre a esquerda. Mas o José Sá fez bem a mancha. Na resposta, o Marega acertou com a canela na bola quando estava em posição privilegiada e acabou por fazer um passe para o Varela. A pressão do Porto intensificou-se, e mesmo a acabar o jogo o mesmo Marega teve a ocasião mais flagrante de todo o jogo: completamente solto sobre a linha da pequena área e com a bola a vir redondinha para a sua cabeça (nem foi preciso saltar) enviou-a por cima da baliza. E assim acabou o jogo.

 

Não foi um jogo de grandes destaques individuais, mas sim de muito trabalho e entreajuda. De qualquer forma deixou uma menção para o Varela, que se mostrou sempre bastante seguro. Conforme disse no jogo anterior, ele não parece mostrar qualquer sequela da perda da titularidade após o erro contra o Boavista, e mostra-se disposto a aproveitar esta nova oportunidade para a voltar a agarrar.

 

Após a visita ao Porto, o empate deixa-nos a três pontos do topo da tabela, o que equivale a dizer que dependemos apenas de nós para lá chegar. É uma forma de dizer que continuamos bem vivos na luta pelo objectivo que perseguimos. Nada mau para uma equipa que foi dada como morta, e a quem anunciavam o enterro precisamente para este jogo. Tal como na época passada aquela cabeçada do Lisandro no último minuto no jogo do Dragão, que garantiu o empate, significou uma arrancada quase imparável para o tetra, espero que este resultado possa significar o mesmo esta época. Parece-me que no final do jogo ficou bem visível qual das equipas ficou mais afectada pelo empate.

 

P.S:- Perto do final do jogo, um adepto da casa invadiu o campo e foi agredir o Pizzi, na zona do nosso banco. Imagino que isto não tenha consequências algumas. Não só não deverá acontecer nada em termos disciplinares, como até suspeito que uma boa parte da nossa querida comunicação social vai fazer os possíveis e os impossíveis para passar uma esponja sobre o assunto, fingindo que nada aconteceu (ou então o Cervi vai acabar castigado por o ter agarrado).

tags:
publicado por D`Arcy às 11:56
link do post | comentar
16 comentários:
De Redpower a 2 de Dezembro de 2017 às 13:11
Plenamente de acordo com a análise do D'Arcy. Faltou falar no lance do golo invalidado, que não é um golo invalidado... Porque qualquer pessoa minimamente entendida vê que o lance foi parado muito antes da bola entrar. E quando digo muito antes quero dizer que os jogadores do Benfica já estavam todos parados e a voltar para trás quando a bola entrou. No entanto a nossa medíocre, rasca imprensa desportiva faz títulos de um golo invalidado. E depois temos que ouvir insurretos como o Sérgio Conceição a vitimizarem-se. Eu já tinha pensado para mim mesmo, este vai revelar-se quando as coisas não lhe correrem de feição.

Assim anda o nosso futebol: corruptos, putas, mau jornalismo, insurretos e mal-educados, etc. São tantos os vermes que até dá dó. O futebol é o esoelho do nosso país.
De antonio fonseca a 2 de Dezembro de 2017 às 13:12
Boa tarde,

Belo comentário que reporta o que se passou em campo e fora dele.

Gostei da nossa equipa, com muita disciplina e querer ganhar o jogo.

No aspeto disciplinar mais uma vez se viu o quanto a arbitragem está condicionada. O filipe vale tudo mais uma vez foi poupado a uma expulsão pela forma violenta como entro a varrer o Jonas. O Jorge vestido de preto fechou os olhos e nada sancionou, Nessa altura com saída mais que justa do sarrafeiro (tipo paulinho santos) os corruptos ficariam a jogar com dez a partir dos onze minutos e o jogo teria outro cariz.

No lance da mão do Luisão marcou e bem quer técnica quer disciplinar a falta, porém não agiu de igual modo quando o teles cortou uma jogada com o braço que o cegueta do jorge não viu.

Sobre aos comentários do treinador do fcp, viu-se bem o estado de alma desse sujeito. Igual ao modo como quando era jogador e agora como treinador está a agir, mal educado, grosseiro e de vistas grossas,como essa instituição. Tudo vale para conseguirem os objetivos. Ele via ter visto a BTV e ouvir os comentários de um senhor que sabe muito de arbitragem, e que demonstrou como os lances que ele sergio quis que fossem ajuizados em favor do fcp. Vai-te catar sergio que não tarda muito que leves mais um castigo a juntar a alguns que já contam no teu currículo.

Saudações benfiquistas
De Manuel Afonso a 2 de Dezembro de 2017 às 13:29
E pronto. Finalmente chegou o dia em que ficámos a 8 pontos da liderança.
Hummm... à não!!! Afinal era só, e mais uma vez, a realidade tabinanolagartiana... esta gente não para de fazer juz ao velho adágio popular. "Quem muito fala pouco acerta."

Como eu tinha dito, não por ser particularmente inteligente ou visionário, apenas por viver neste mundo e não na realidade taliban ou no planeta sporting, após este jogo continuaríamos na disputa do título nacional, perdendo, ganhando ou empatando. Estando a 3 pontos ninguém consegue dizer o ccontrário. Mas se estivéssemos a 6 a realidade seria a mesma.
Vamos lutar pelo título até ao fim.

Se o vamos conquistar ou não, não faço ideia nenhuma. Apenas desejo que sim, e acredito que o trabalho de quem está no meu clube terá a qualidade para tal. Mais uma vez. A quinta seguida.
Mas se querem respostas definitivas, perguntem aos taliban ou ao sérgio conceição. Estes é que sabem sempre tudo e nunca se enganam.

E sobre escumalha taliban e afins, estamos conversados. Eu percebo que estejam a passar um mau bocado, e até os animais mais reles merecem o mínimo de compaixão.

Sobre o jogo, não foi perfeito. E há vários anos que empatar no ladrão deixou de ser motivo de festa.
Por isto, com toda a racionalidade, acho que os nossos joadores estiveram bem, e que iam estar muito melhor no futuro.

Estamos a jogar num novo modelo táctico, ao fim de 8 anos de rotinas num outro, e a máquina não se afina de um momento para o outro.
Agora que se nota já uma muito maior consistência, isso é indiscutível.

As falhas ainda notórias prendem-se com os movimentos atacantes, e que considerando a menor presença estática junto à área adversária, me parecem absolutamente normais.
Temos que aprender a ter presença na área adversária de forma dinâmica, atravéz da movimentação dos nossos jogadores do meio campo. Não tenho dúvidas que vamos lá chegar.

Uma palavra final para o Jardel. O melhor defesa central da liga, de longe e não de agora.
Não me lembro de um jogador tão subavaliado como este. A mim tanto se me dá, e a ele também.

De kiki a 2 de Dezembro de 2017 às 14:13
Mas para criminalizar a Deturpação da Verdade Desportiva na comunicação social não precisávamos de inverter o ónus da prova …

A PARTIR DE HOJE VOU-ME BATER PELA CRIMINALIZAÇÃO DA DETURPAÇÃO DA VERDADE DESPORTIVA NA COMUNICAÇÃO SOCIAL … !!!

JÁ ALGUÉM PENSOU NUMA PETIÇÃO?

De R a 2 de Dezembro de 2017 às 15:54
kiki, não é preciso petição, é preciso que os 6 milhões não lhes dêem de comer. a propósito, ainda paga a sportv?...
De António Madeira a 2 de Dezembro de 2017 às 16:36
Obrigado mais uma vez pela habitual crónica, D`Arcy.

Não me vou alongar muito acerca do jogo, que mais uma vez está a ser completamente lixiviado em todo o lado, apenas quero dizer que, ir jogar ao antro da Camorra e sair de lá a 3 pontos, dependendo apenas de nós, foi o melhor da noite. Quem viu e viveu os anos 80, 90 e 00 de clássicos naquela cidade, sabe bem o que representa este empate (como representou o ano passado).
Nem com todas as práticas terroristas e de 3.º mundo com que os adeptos benfiquistas são recebidos naquele estádio e naquela cidade, nem com o ambiente absolutamente sufocante que a nossa equipa viveu durante todo o jogo nos conseguiram vergar. Quanto todos esperavam que ficássemos arredados, basta ver as caras de uns e de outros no final do jogo para ver em que estado estão as coisas.
Da minha parte, saio, uma vez mais, confiante nesta equipa e principalmente no trabalho que se está a fazer de reformulação tática e de base.
Depois, olho para as nossas modalidades, e só posso concluir uma coisa: nunca em todos os anos que respiro Benfiquismo senti o nosso clube tão forte, tão estruturado, tão profissional e com um futuro tão risonho.
Mesmo que os jornais, as televisões, os blogues, os talibãs e os frustrados da vida queiram fazer passar constantemente uma imagem contrária. Um dejá vu que, espero ardentemente, ver comemorado em 2018 no Marquês.

Força, Benfica!
De Cyber a 2 de Dezembro de 2017 às 22:56
Quando o Jonas foi ceifado por trás pelo carroceiro do Felipe, digno sucessor do Paulinho Santos e o árbitro nem cartão mostrou, percebeu-se logo que o adversário iria ter a possiblidade de distribuir fruta à vontade, que dificilmente um jogador seu seria expulso. Só foi pena o Krovinovic não ter dado o KO no final do jogo quando já jogávamos com menos um.
De Anónimo a 3 de Dezembro de 2017 às 08:13
o líder da claque "legal" do porto publicou uma imagem que é uma ameaça de morte aos árbitros. que eu saiba isto é coacção. por um lado devia dar prisão do sujeito e impedimento para a vida inteira de entrar em estádios. por outro, afinal se a questão de serem "legais" afinal conta para alguma coisa, o porto deveria ser responsabilizado por esta coacção.

dá descida de divisão.

o adepto invasor? devia dar 2 ou 3 jogos à porta fechada - mas eu já me dava por satisfeito se ele fosse banido para a vida de entrar em estádios. e diria o mesmo se fosse um invasor na luz. gente dessa não tem lugar em estádios.
De ANTI-GEBOS a 3 de Dezembro de 2017 às 11:14
Chega. Desculpem, mas chega. Há que tomar uma posição dura e irrepreensível perante os baluartes, os xicos falidos e afins do Tugão. Não se pode permitir que permanentemente façam lavagens cerebrais nas redes sociais onde são seguidos por milhares de pessoas e intoxiquem o ambiente do futebol Português com mentiras, insinuações e desonestidades dia sim, dia sim. Não pode.

Há que pegar neste jogo, e sim, fazer uma cartilha a partilhar por todos os representantes do Benfica na Comunicação Social para impedir que se perpetue o jogo de ontem como um jogo com "dois penaltis por assinalar e um golo mal anulado" e de grande prejuízo do Calor da Noite.

TODA A GENTE RACIONAL TEM APENAS DE DIZER E DIFUNDIR POR TODOS OS CANAIS O SEGUINTE:

Não vamos permitir que se façam de vítimas por causa de um suposto penalty de bola na anca e um pseudo golo anulado em que a defesa pára toda porque é assinalado (mal, sim) fora de jogo.

E já agora, para entrarmos na análise pormenorizada do jogo de ontem, então vamos a isso. Um aviso: não vão gostar porque vai ser reposta aqui cabalmente a verdade do jogo no que diz respeito a matéria de arbitragem!

Aqui vai:

- Minuto 1. Pontapé de Ricardo em Cervi. Cartão amarelo por mostrar.
https://i.imgur.com/dHbYssa.gif

- Minuto 5. Cotovelada de Aboubakar em Salvio. Foi marcada falta e o amarelo ficou no bolso uma vez mais.
https://i.imgur.com/iMj3fq1.gif

- Minuto 6: Entrada a ceifar por trás de Sérgio Oliveira. Não percam esta imagem porque à frente vai ser útil. Amarelo no bolso.
https://abload.de/img/fh1auh.gif

- Entrada para vermelho de Felipe aos 10 minutos de jogo, em qualquer parte do Mundo menos no Estádio do Calor da Noite. Nem amarelo.
https://streamable.com/r9imr

- 19 minutos: Sérgio Oliveira nova ceifadela por trás a Pizzi. Amarelo? Ahah, estamos a falar de Jorge Sousa no Dragão, amigos…Era o segundo amarelo. Aos 19 minutos, o Calor da Noite estava a jogar com 9 jogadores (seguindo o critério de Jorge Sousa aplicado nos amarelos de Zivkovic)
https://abload.de/img/se1aonf.gif

- Alex Teles faz falta na linha lateral com pontapé nas canelas de Jonas. Nem falta, quanto mais amarelo.
https://i.imgur.com/m0kbWIf.gif

De ANTI-GEBOS a 3 de Dezembro de 2017 às 11:14


- Alex Teles faz falta na linha lateral com pontapé nas canelas de Jonas. Nem falta, quanto mais amarelo.
https://i.imgur.com/m0kbWIf.gif

- Luisão é empurrado por Danilo na área do Calor da Noite aos 11 minutos.
http://i68.tinypic.com/15ug6t.gif
http://i64.tinypic.com/5ntyxl.gif

- Herrera faz falta por trás a travar contra ataque Cervi a dirigir-se na zona central do terreno para a área adversária. Amarelo no bolso.
https://abload.de/img/bjkuc3.gif

- Minuto 25: Lançamento para a área, Aboubakar empurra Danilo. Árbitro marca falta de...Jardel!
https://abload.de/img/22kvsty.gif

- Marega falha isolado rematando para fora depois de corte limpo de Jardel. Canto para o Porto. Seria pontapé de baliza.
https://abload.de/img/lo2krc.gif

- Danilo simula agressão por cotovelada de Jonas. Diretor Desportivo do Porto arma confusão de meia-noite reclamando e coagindo a equipa de arbitragem para expulsar Jonas, que por sua vez, não faz absolutamente nada. Árbitro avisa somente.
https://imgur.com/auUskMG

- Ricardo com a sola da chuteira na perna de Cervi. Nem falta. Nem amarelo. Seria o segundo no jogo e consequente vermelho para Ricardo. Segue jogo.
https://abload.de/img/hj70fyr6.gif

- Aboubakar pede a árbitro para consultar VAR fazendo o gesto. Sabem o que está previsto nas regras? Que o jogador que o fizer terá de levar amarelo. Levou? Óbvio que não. E lembram-se do minuto 5 acima descrito? Pois é. Era o segundo amarelo também. O Calor da Noite ia para os balneários com 7!!!!! jogadores (mais uma vez, partindo do pressuposto da assunção do mesmo critério de Jorge Sousa na expulsão de Zivkovic)
https://abload.de/img/geuzub.gif

- Filipe, o Vale Tudo, empurra Jonas pelas costas travando contra ataque prometedor do Benfica quando este seguia em linha recta para a área do Calor da Noite. Na queda consegue ainda pisar deliberadamente Jonas. Nem amarelo. Nem vermelho. Seria o segundo vermelho do jogo para um jogador que...nem um amarelo levou! Inacreditável.
https://abload.de/img/123645fds00.gif

- Zivkovic leva um amarelo por se colocar em frente de uma reposição de jogo. No minuto seguinte é expulso com segundo amarelo num lance para trás do meio-campo onde o jogador do Calor da Noite se dirige para a linha lateral. Alguém que explique publicamente onde se enquadra esta sanção nas Leis da Arbitragem
https://abload.de/img/a2hpnf.gif
https://abload.de/img/am5yr11.gif

- Alex Teles corta bola com a mão travando contra ataque do Benfica. Nem falta, quanto mais amarelo. Seria o segundo.
https://abload.de/img/mn6q7x.gif

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Longe

Arraial

Panaceia

‘Feeling’

Pequeno

Miséria

Normalidade

Selado

Horrível

Sem comentários

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds